5 benefícios da gestão de ativos digitais para o Trade Marketing

Tempo de leitura: 6 minutos

O trade marketing é uma parte importante na estratégia de marketing das organizações que planejam maximizar as vendas e a diferenciação dos seus produtos e serviços nos pontos-de-venda. É, consequentemente, uma disciplina de marketing que orienta o desenvolvimento das relações entre fabricantes, ou prestadores de serviços, e os canais de venda, pelo entendimento das necessidades entre marcas/produtos, pontos-de-venda e consumidores.

Na era da informação, o uso de tecnologias para gestão das operações de trade marketing, como gestão da equipe de campo nos pontos-de-venda, controle de estoques e treinamento de promotores se torna fundamental para qualquer empresa. Recentemente vêm surgindo uma nova necessidade derivada de novas ondas de inovação e de plataformas digitais e que trouxe bastante complexidade e alguns desafios. É a necessidade de gestão dos ativos digitais que circulam por toda a cadeia de trade marketing pelos diversos players dentro e fora das empresas. É a possibilidade de fazer com que os conteúdos digitais atualizados e aprovados das empresas cheguem até a ponta final da cadeia por meio de um modelo de gestão de ativos digitais DAM (acrônimo de Data Asset Management – Gestão de Ativos Digitais).

A concepção deste modelo traz alguns importantes benefícios para o trade marketing:

  1. Fortalecimento de Brand Equity é, talvez, o principal benefício da gestão de ativos digitais, significa manter a força (equidade) da marca em todos os canais e pontos de vendas, físicos ou on-line, uma vez que TODOS os ativos digitais distribuídos em todos os canais seguem o mesmo padrão, são consistentes e mantém a mesma qualidade e versão. Uma plataforma de gestão de ativos digitais garante que o conteúdo criado para dar sustentação ao seu Brand Equity é o mesmo distribuído em todos os canais digitais e pontos físicos de venda.
  2. Money Saving é obtido de várias formas, por exemplo, uma plataforma de gestão de ativos digitais reduz drasticamente o tempo de busca de um ativo digital específico em relação às plataformas de armazenamento de arquivos; reduz, também, o tempo de manutenção deste ativo; traz facilidade no armazenamento e pesquisa (que dependendo da plataforma pode utilizar métodos de busca usando inteligência artificial, chatbots ou voice-search; reduz o volume de ativos perdidos e não utilizados facilitando as buscas e diminuindo espaço no ambiente de armazenamento de nuvem; e, finalmente, reduz o head-count utilizado para a manutenção e operação do processo de gestão dos ativos que, em muitas empresas, ocorre manualmente, com gestão de aprovação de perfil de acesso por e-mail, e outras solicitações.
  3. Redução de disputas legais que ocorrem com frequência quando uma marca se associa a celebridades através de contratos de direitos de imagem e direitos autorais que, na maioria das vezes, além de terem um período de tempo de uso, podem ter restrições de uso em determinados mercados (locais), canais e até dispositivos. Uma plataforma de gestão de ativos digitais gerencia as autorizações de uso dos ativos digitais que tem determinadas restrições e facilita o uso e a distribuição legal dos ativos aprovados de forma correta eliminando as disputas legais resultantes do uso indevido de ativos não autorizados.
  4. Melhoria de performance nas buscas orgânicas é outro benefício muito importante principalmente para o time de marketing. Uma boa plataforma de gestão de ativos digitais possibilita ao gestor criar a taxonomia e os metadados para os ativos da empresa e, com isso, ajudar no tagueamento dos conteúdos digitais nos diversos canais da empresa melhorando satisfatoriamente a performance de busca orgânica de tais ativos. Além disso ajuda o gestor a criar versões mais otimizadas dos ativos (arquivos mais leves) que facilitam o carregamento e melhoram o score de SEO.
  5. Segurança da informação e LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é hoje o principal problema que as empresas tem na distribuição de seus ativos digitais uma vez que a cadeia de trade marketing pode ser bastante complexa e pode trazer inúmeros players externos acessando conteúdos dentro de seus repositórios e colocando a segurança da informação da empresa em risco. A estratégia de trade marketing das empresas incluem diversos players como agências de criação de conteúdo, veículos de comunicação e distribuição de conteúdo (em diversos canais on e off-line), plataforma de marketplaces (onde a marca possui lojas digitais), plataformas de e-commerce próprio ou de parceiros, lojas físicas de ON e OFF-TRADE (bares, restaurantes, supermercados, lojas), enfim, e todos eles tem a necessidade de veicular seus ativos mais atualizados e aprovados em todos os meios. O risco é COMO a empresa consegue distribuir e gerenciar o acesso de toda essa camada aos repositórios internos de ativos sem que a segurança da informação seja exposta? Uma plataforma de gestão de ativos digitais ajuda a definir e delimitar o acesso de players (internos ou externos) a qualquer conteúdo e os distribui a qualquer player de forma segura e sem comprometer a segurança ou criar vulnerabilidade nos ambientes internos da empresa (rede, servidores). Além disso ela armazena somente os dados essenciais dos usuários para a operação da plataforma não incluindo aí dados sensíveis como cor, raça, gênero e nem dados pessoais que possam identificar o usuário (como telefone, endereço, CPF, entre outros…) somente os dados necessários para a operação como NOME e E-MAIL.

O primeiro passo é a descoberta da necessidade de utilizar plataformas especialista em gestão de ativos digitais e criar os processos internos para facilitar toda a distribuição de conteúdos digitais para toda a cadeia do trade marketing. Isso trará outros benefícios intangíveis também para o time de Tecnologia da Informação como redução do uso de licenças, portabilidade, escalabilidade e custo de armazenamento.

O segundo passo é uma mudança de cultura de que soluções temporárias como CMS ou Sharepoint ou outras plataformas de armazenamento de arquivos não replicam a profundidade de uma plataforma DAM (Data Assets Management). O esforço técnico requerido para transformá-las em um DAM seria substancial. Haveria ainda uma grande lista de funcionalidades que não seriam aproveitadas quando comparadas a uma plataforma especialista em gestão de ativos digitais que foi desenvolvida especificamente para esse fim.

Agora que você já entendeu os benefícios da gestão de ativos digitais para a Indústria, descubra a Yapoli:

A Yapoli é uma plataforma inteligente, feita para a governança, gestão e distribuição de ativos digitais para grandes corporações.

Case Havaianas de Gestão Ativos Digitais (DAM) para Trade Marketing

Como a Yapoli, uma plataforma que conecta gestão e governança de materiais digitais, apoia a Havaianas na gestão e distribuição de ativos digitais erradicando o consumo e distribuição de materiais desatualizados, fora de compliance e fora de vigência.
AGENDAR DEMONSTRAÇÃO